ACQUA+ LAVANDERIA

ACQUA+ LAVANDERIA
Deixa que ela lava sua roupa suja.contato.87441314 e-mail:acquamaislavanderia@bol.com.br

sábado, 21 de maio de 2016

Marcone é cumprimentado por eleitores de Cajapió
Centenas de pessoas, entre lideranças e a população, participaram neste sábado, 21, da reunião do Partido Progressista de Cajapió.
O encontro aconteceu no Clube César Bastos, localizado no município.
Liderada pelo pré-candidato a prefeito e presidente da comissão provisória do partido, Marcone Marques, a reunião tratou sobre questões como a péssima situação que vem atravessando o município além da insatisfação da população com a atual gestão municipal.
Problemas na saúde, educação e infraestrutura foram levantados durante o encontro.
Também foram apresentados os pré-candidatos a vereadores do município.
Encontro reuniu lideranças e populares do município
Encontro reuniu lideranças e populares do município
Para Marcone Marques a reunião serviu para ouvir os anseios da população bem como pontuar as principais questões de interesse do grupo.
“Estamos Unidos em torno de um só objetivo. Uma Cajapió melhor para a nossa gente que hoje sofre com todo o descaso da atual gestão”, reiterou o médico.
Durante o evento, Dr. Marcone também justificou a ausência do ex-deputado, Marcelo Tavares que já manifestou apoio a sua candidatura e participaria do ato.
“Hoje a capital maranhense passa por uma séria onda de atentados e o secretário Marcelo como membro atuante do governo precisou ficar em São Luís para atender a convocação do governador Flávio Dino que solicitou a permanência de todos os secretários e o cancelamento de agendas pessoais para junção de forças e estratégias de combate à violência”, completou.
No encontro foi estabelecida agenda positiva onde será convocada nova reunião para captação de sugestões e propostas da população e lideranças por uma Cajapió que possa crescer e desenvolver

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Boicote: Só a politicagem explica o interesse dos Sarney em federalizar o Itaqui O Porto do Itaqui atingiu em 2015, número recorde de crescimento e investimento. De acordo com a Empresa Maranhense de Administração Portuária-EMAP, o lucro bateu na casa dos R$ 68,2 milhões

O Porto do Itaqui atingiu em 2015, número recorde de crescimento e investimento. De acordo com a Empresa Maranhense de Administração Portuária-EMAP, o lucro bateu na casa dos R$ 68,2 milhões. O crescimento foi de 21% em movimentação de cargas e fechou o ano com recorde histórico de 21,8 milhões de toneladas. O resultado é fruto da revisão de contratos, otimização de processos e melhor aproveitamento do potencial da equipe.
Diante desse quadro favorável, difícil de entender a tentativa do suplente de senador, Lobão Filho, de utilizar o PMDB para tirar a administração do Governo do Estado. O candidato derrotado em 2014 revelou que sugeriu ao Governo Federal voltar a administrar o Porto de Itaqui e que a ideia já está sendo avaliada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha (PMDB). Além de não haver motivos para isso, Lobão Filho ainda mostrou desconhecimento da área ao dizer que o Governo Estadual está devendo mais R$ 18 milhões em impostos e que por conta do atual momento político o ideal é que a gestão seja feita por uma administração moderna e progressista.
Justamente a mudança de postura na gestão do Porto do Itaqui é o que mais se destacou neste primeiro ano. Esses recordes só foram atingidos graças a medidas de contenção de despesas e modernização dos terminais. Entre os fatores que contribuíram para a performance estão à revisão dos processos administrativos e operacionais da empresa, a padronização e melhoria de equipamentos para carga e descarga de granéis sólidos e a entrada em operação do Terminal de Grãos do Maranhão, o Tegram. Outro exemplo: o Itaqui começou a exportar “carga viva”, ou seja, gado bovino, como aconteceu recentemente, quando 7.700 animais foram transportados em navios para o Líbano.
“Este resultado é consequência de uma série de melhorias que impactaram na produtividade do Porto. Nós tivemos um crescimento na movimentação de cargas, como a celulose, mas, sem dúvida, o destaque é a entrada em operação do Tegram”, afirma o presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), Ted Lago.
Além disso, por força de amarras contratuais a Emap tem direito sobre a administração do Porto até 2022.
Para o secretário de comunicação e Articulação Política, Márcio Jerry, Lobão Filho estaria criando um fato político para chamar a atenção com o objetivo de desmoralizar o governador Flávio Dino. “Por trás da proposta de Edinho Lobão está o descontentamento dele com a moralização que houve na Emap, antes um antro de corrupção e desperdício, hoje uma empresa referência de eficiência, de resultados positivos”.
Além disso, a federalização seria um duro golpe nas receitas do Governo Estadual, e esse parece ser o principal objetivo de Lobão Filho.

sábado, 9 de abril de 2016

Repasse do governo Federal para a prefeitura de Cajapió.



Cajapió - MA
março/2016

Decêndio
Total
FPM
201.355,60
55.978,87
0,00
257.334,47
ITR
33,64
5,01
0,00
38,65
IOF
0,00
0,00
0,00
0,00
CIDE
0,00
0,00
0,00
0,00
FEX
0,00
0,00
0,00
0,00
ICMS LC 87/96
0,00
0,00
0,00
0,00
ICMS LC 87/96-1579
0,00
0,00
0,00
0,00
FUNDEF
0,00
0,00
0,00
0,00
FUNDEB
75.731,27
36.930,01
362.774,37
475.435,65
Total
277.120,51
92.913,89
362.774,37
732.808,77




Origens do FUNDEB
Decêndio
Total
FPM
24.488,60
6.808,08
21.161,63
52.458,31
FPE
40.702,88
11.315,81
35.173,08
87.191,77
IPI-EXP
618,30
292,76
113,12
1.024,18
Complementação da União
0,00
0,00
233.027,37
233.027,37
Lei Complementar Nº 87
0,00
0,00
638,94
638,94
ITR
10,87
6,44
3,27
20,58
IPVA
5.421,35
2.973,87
5.350,09
13.745,31
ITCMD
24,42
45,75
107,16
177,33
ICMS
4.464,85
15.487,30
67.199,71
87.151,86
Total
75.731,27
36.930,01
362.774,37
475.435,65


sexta-feira, 8 de abril de 2016

Ex-presidente da Câmara de Vereadores de Cajapió terá que devolver mais de 250 mil reais

Bibil
O ex-presidente da Câmara de Vereadores e o atual segundo vereador mais votado da cidade de Cajapió, Romualdo Dias Costa, terá que devolver aos cofres públicos mais de 250 mil reais, de acordo com decisão do Tribunal de Contas do Estado Maranhão.
O pleno do Tribunal de Contas do Estado, em sessão realizada na quarta-feira (06/04) julgou irregulares as contas apresentadas pelo ex-presidente da câmara sob o exercício financeiro de 2011, quando ele comandava o Poder Legislativo.
Romulado Dias Costa, conhecido popularmente como ‘Bibil’, vai ter que devolver exatamente 267.247,00 reais, caso não apresente recurso diante da decisão do TCE. Na ultima eleição, ele obteve 328 votos dos cajapioenses.
Na mesma sessão, outros gestores com contas julgadas irregulares foram a ex-presidente da câmara de São Bento, Maria Nazaré Nogueira (exercício de 2012), que também terá que devolver 325.541,63 reais. Fonte: TCE-MA

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Justiça suspende resultado de processo seletivo em Cajapió

Uma decisão judicial assinada ontem pelo juiz Luiz Emílio Bittencourt, titular de Olinda Nova do Maranhão e respondendo por São Vicente Férrer, determina a suspensão do resultado de processo seletivo público realizado em Cajapió, termo judiciário de São Vicente Férrer. O certame, realizado pela Prefeitura de Cajapió, visava ao preenchimento de nove vagas para o cargo de Agente Comunitário de Saúde, além de formação de cadastro de reserva.

Prefeitura de Cajapíó
Ressalta a ação civil pública formulada pelo Ministério Público que o seletivo foi realizado em duas etapas: provas objetivas e curso introdutório de formação inicial e continuada. As vagas foram definidas como sendo 02 para a sede do Município e 07 para os povoados, restando 27 para formação de cadastro de reserva. Informa que vários candidatos foram até a promotoria em Cajapió, com o objetivo de denunciar supostas fraudes no seletivo.
Entre supostas irregularidades, alguns candidatos aprovados no seletivo não teriam domicílio na área/região para a qual se inscreveram, o que contraria o edital, a exemplo da esposa e do cunhado do Secretário Municipal de Saúde, citados na decisão. Outro fato relatado foi a quantidade de parentes do Prefeito (irmã e prima) e do Secretário de Saúde de Cajapió aprovados no certame, além da esposa do Secretário de Administração.
Diante desses fatos o MP enviou ofício ao Município de Cajapió, que informou: que a esposa e o cunhado do Secretário de Saúde seriam desclassificados; que os parentes do Prefeito e dos secretários de saúde de administração foram aprovados de forma legal. Entretanto, foi verificado que após resultado da 2ª fase do concurso, os referidos candidatos continuaram como classificados no seletivo, fato que, segundo o MP, violaria os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade e isonomia.
Ao formular a decisão, o magistrado citou itens constantes do edital que foram desrespeitados, entre os quais, o que versa sobre a necessidade de o candidato residir na área geografia para qual se inscrever. O procedimento de nomeação obedece à mesma exigência, com a necessidade de apresentação do comprovante de residência. “Há diversos indícios que incorrem em suspeita de favorecimento a diversos candidatos, em especial o grande número de parentes de autoridades municipais aprovados no seletivo”, destacou o magistrado na liminar.
Diante do exposto, a Justiça decidiu suspender imediatamente os efeitos do resultado final do processo seletivo para Agente Comunitário de Saúde de Cajapió, com a aplicação de multa diária de R$ 10.000,00 (dez mil reais) em caso de descumprimento. O réu fica, de imediato, citado para apresentar defesa.